//

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Nova cara para um apê dos anos 50

Se dinheiro desse em árvore, todo mundo poderia ter uma casa maravilhosa, daquelas de estampar capa de revista e arrancar suspiros das visitas. Na vida real, porém, a gente sabe que às vezes a grana é curta para fazer tudo o que queremos. O jeito é ir pelo caminho do meio. O arquiteto Gustavo Calazans, um dos principais nomes de projetos de interiores da cidade, tem uma linha de trabalho pé no chão. Para ele, morar bem não é gastar os tubos, mas priorizar algumas coisas e saber abrir mão de outras. É uma visão sustentável, de economizar sempre que possível e evitar desperdícios, para a preservação do bolso e do planeta. O apartamento dele em Higienópolis dá boas pistas de como fazer isso. Dá uma olhada:
















Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário