//

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Casa, Cozinha e Cia

Quando Gabriela Barretto foi fazer a vistoria da casa de vila que acabara de alugar, conheceu um dos donos do imóvel. Tornaram-se amigos e, um ano e meio depois, namorados. Hoje, Pedro frequenta a casa de sua infância apenas como convidado. "Parece história de filme. A casa é dele, mas agora é minha. Não sei como ele não tem ciúmes, como não palpita nas mudanças que faço", conta a chef. Entre elas, estão a parede que Gabriela derrubou para ampliar a sala e a reforma na cozinha, que agora quase não tem armários. "Gosto de ter tudo à mão." Depois de dois anos morando em cima de seu restaurante, o Chou, no bairro de Pinheiros, a paulistana cansou de dividir a casa com o trabalho e foi atrás de um imóvel ali por perto. Foram seis meses de procura, até que encontrou uma casa de vila pela qual se apaixonou. Na mudança, o primeiro passo, antes mesmo de comprar móveis, foi fazer uma horta no quintal. "Eu não tinha mesa, mas já tinha as minhas ervas", conta ela. Aos poucos, garimpou peças da família, comprou outras novas e misturou com lembranças de viagens e objetos antigos para decorar os 112 metros quadrados do local. A cada dia, Gabriela diz se encantar por um novo detalhe da casa: adora a luz que entra no quarto, as plantas espalhadas pelos dois andares, mas a chef confessa que é a cozinha seu canto preferido: "Não consegui escapar do clichê".








Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário